<BODY><BODY> Dietas Rapidas

 

A ideia deste blog é colocar aqui neste espaço o melhor conjunto de dietas rápidas da internet em apenas um blog, isto é, vais encontrar aqui formas eficazes e definitivas de como perder peso através de dietas para emagrecer equilibradas, saudáveis e rápidas!Vai encontrar aqui as melhores dietas da internet, assim como receitas dietéticas.
001 Toques 468x60

segunda-feira, abril 13, 2009

Tenha um Personal Trainer





Com "O Personal Trainer" vai ter ao seu dispor um programa de exercícios individualizado, ou seja, um programa adaptado aos seus objectivos e características.

Este programa utiliza as mais inovadoras metodologias em áreas como Condição
Física e Saúde. Com este programa vai ter o acompanhamento de um profissional especializado, que terá como principal objectivo proporcionar-lhe o bem-estar físico
e psicológico.

Não perca tempo, mude já a sua vida!
sexta-feira, janeiro 23, 2009

Perder peso de forma segura





Este produto é 100% natural e permite-lhe emagrecer rapidamente, uma vez que actua de forma eficaz e sem qualquer efeito secundário.

É indicado para homens e mulheres de qualquer idade, não sendo necessária a prescrição médica.

Uma vez que tem propriedades diuréticas elimina as toxinas do corpo e previne a sensação de fome.

Este produto aumenta ainda os níveis de energia e vitalidade.

Vai perder peso de forma segura, saudável e sobretudo definitiva.


Aproveite já!!!
segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim, é uma data comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais! No blog do dia dos namorados vai encontrar sugestões de prendas, mensagens de amor, imagens de amor, tudo para o seu dia dos namorados!

Visitem o blog do Dia dos Namorados
quinta-feira, janeiro 17, 2008

Produto natural para emagrecimento

O AdelgaFit é um produto 100% natural para emagrecimento, um produto eficaz à base de plantas que a irá ajudar a perder peso sem privações ou sofrimentos.

Não constitui QUALQUER PERIGO PARA A SAÚDE!

Vai progressivamente perder as gordurinhas indesejadas, de forma natural e saudável.

AdelgaFit é um produto formulado segundo princípios científicos, contendo substâncias variadas de origem biológica natural que vão agir directamente nas gorduras localizadas como as que existem na barriga, na cintura ou mesmo no quadril.
Da mesma forma, a sua pela tornar-se-à mais esguia e jovem!

Experimente já!

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Perca 12Kg antes do Carnaval

Saiba como pode emagrecer 12kg até ao Carnaval, está tudo explicado no Manual das Dietas um site onde você pode ficar a saber tudo!



Saiba ainda como ganhar um Iphone, respondendo a uma simples questão:

segunda-feira, maio 07, 2007

Dieta da Primavera

Como é sabido, a perda de peso só se faz à custa de um défice calórico, isto é, quando se reduzem as calorias na alimentação diária.
Já chegou a Primavera e com ela a inevitável vontade de perder alguns quilitos. Com ela chegou também, e mais uma vez, um mar de promessas e anunciados milagres, em revistas ou montras de farmácias. São produtos e mais produtos, dietas e mais dietas, todos com, alegadamente, efeitos rápidos e mirabolantes! Alguns já experimentaram, outros conhecem quem já tenha experimentado e sabem que, na sua maioria, são ineficazes, mas o desejo de uma silhueta mais fina é mais forte e, uma vez mais, leva as pessoas a uma nova tentativa, como se da última vez não tivesse resultado por qualquer motivo alheio à sua vontade.

Como é sabido, a perda de peso só se faz à custa de um défice calórico, isto é, quando se reduzem as calorias na alimentação diária.

Consciente dos efeitos nefastos das dietas de choque e de alguns produtos vendidos em farmácias (nem tudo o que se vende na farmácia é bom!) e do seu, normalmente, escandaloso preço, resolvi divulgar aqui uma "dieta" que possa abranger uma grande faixa de pessoas descontentes com o seu corpo.

Dieta da Primavera (mas que pode continuar noutras estações...)

Pequeno-almoço
- 250 ml de leite magro (ou 30 g de queijo)
- 6 colheres de sopa de cereais ou 1 pão com pouca manteiga ou compota

Merenda da manhã
1 iogurte ou 125 ml de leite
3 bolachas maria, torrada, água e sal, pequenas ou integrais (sem gordura)
Se preferir, uma peça de fruta.

Almoço
- 1 prato (cheio) de sopa de legumes (com base de farináceos fina)
- 100 g de carne ou pescado ou 2 ovos
- 1 chávena de chá de arroz, massa, grão, feijão, favas ou lentilhas ou 2 batatas médias (do tamanho de um ovo) ou 1 pão (pode comer 1 sopa e uma sanduíche)
- 1 chávena de legumes (sem ou com muito pouco azeite)
- 1 peça de fruta

1.º lanche
- 1 iogurte
- 1 pão com ½ queijo fresco, queijo magro ou fiambre de aves ou 6 bolachas ou 6 colheres de sopa de cereais

2.º lanche
- 1 peça de fruta ou 200 g de vegetais (cenoura, tomate, etc.)

Jantar
- Sopa
- Prato com quantidades iguais às do almoço
- 1 peça de fruta

Ceia
- 125 ml de leite ou iogurte
- 3 bolachas, 1 peça de fruta ou 3 colheres de sopa de cereais

Fonte: Educare
Autora: Paula Veloso Nutricionista e autora de Dietas sem Dieta e Dieta sem Castigo
sexta-feira, março 09, 2007

Manual das Dietas

Talvez um pouco, talvez muito. Se calhar gostaria de melhorar a imagem que vê reflectida no espelho. Provavelmente gostaria de poder usar de novo umas velhas calças de ganga. Ou talvez pretenda apenas sentir-se melhor e mais saudável. Qualquer que seja o seu objectivo, este programa vai ajudá-lo a perder peso… e a manter essa perda.

Nós queremos ajudar com a inovadora dieta passo a passo em 12 semanas que o ajuda a perder peso de forma simples, saudável e definitiva.

Comece já, registe-se aqui!

terça-feira, fevereiro 13, 2007

Dia dos Namorados - São Valentim

Amanhã como sabem é o dia dos namorados, um dia que não é mais do que um dia símbolico, pois os namorados são todos os dias namorados...
Mas como sugestão para o dia dos namorados recomendamos-te o seguinte blog: Frases de Amor onde poderás encontrar lindissimas frases de amor, para enviares por SMS ou para colocares no teu nick do MSN Messenger. Têm um dia dos namorados mais inspirado.





Para os que ainda não têm namorado, aconselhamos-te que vás à luta, procura o teu amor quem sabe se não o podes encontrar em: Meetic PT lá podes encontrar milhares de solteiros como tu.

Meetic - 468x60 Standard banner Kass

Etiquetas: ,

segunda-feira, julho 10, 2006

Dieta dos Pontos

O que é a dieta dos pontos?

Neste tipo de dieta, a pessoa controla os pontos ao invés das calorias. Cada ponto corresponde a cerca de 3,6 calorias (300 pontos = 1080 kcal). A quantidade de pontos a ser consumida por dia é determinada de acordo com a altura, sexo, idade, hábitos alimentares e de atividade física do indivíduo.

Quais são as vantagens da dieta dos pontos?

Uma das vantagens da dieta dos pontos é praticidade e comodidade, já que a pessoa pode comer de tudo desde que não ultrapasse o limite de pontos. Além disso, a tabela da dieta dos pontos é mais fácil de ser utilizada do que memorizar o número de calorias de cada alimento. Outro factor que pode ser positivo é que, como a pessoa tem liberdade para comer o que gosta desde que não ultrapasse o limite de pontos, há maiores probabilidades dela não abandonar a dieta.

Quais são os aspectos negativos da dieta dos pontos?

Para que a dieta dos pontos seja seguida de forma correta é preciso ter um controle rigoroso de tudo o que come. Além disso, um aspecto criticado na dieta dos pontos é que ela focaliza apenas a quantidade de calorias, deixando de lado a preocupação com uma dieta balançada como demonstrada na Pirâmide Alimentar. Os nutricionistas alertam que uma dieta não balançeada, onde há falta de nutrientes essenciais, pode ocasionar a fome oculta.
Fonte: copacabanarunners
terça-feira, julho 04, 2006

Dieta da Lua

A dieta da Lua é mais uma forma milagrosa para emagrecimento que não tem o apoio da maior parte dos nutricionistas.
Nessa dieta, a pessoa deve ingerir somente líquidos por 24 horas durante cada mudança de fase da lua. Durante esse período, o indivíduo consome sucos de frutas, chás, caldos e água.
A dieta da lua é desbalanceada e pode causar fraqueza e mal estar. Deve-se evitar dietas nas quais come-se apenas um alimento, ou grupo de alimentos.
O fundamental para o controle de peso permanente, evitando-se o efeito sanfona, é a adoção de hábitos de alimentares saudáveis, ter uma dieta balanceada e praticar atividades físicas regularmente.
sexta-feira, junho 30, 2006

Dieta Paleolítica

A dieta paleolítica é um regime alimentar cuja preocupação principal é com a saúde ao invés de questões éticas ou econômicas. Os defensores da nutrição paleolítica acreditam que os melhores alimentos para o organismo humano são os que estão projetados para comer e e as enfermidades relacionadas à dieta são causadas pelo desvio desse caminho.
O seu argumento baseia-se que já que a genética humana mudou muito pouco desde a idade da pedra, uma dieta ideal (para a saúde) deveria ser reconstruída para ser como a daquela época. Desta forma, ao estudar a arqueologia e os grupos de caçadores modernos, podemos aprender como deveria ser uma dieta saudável.
Alimentos que não são comestíveis crus e sem processamento são excluídos dessa dieta. Isso inclui grãos, feijões e batatas. Alimentos que são incluídos nessa dieta são: carne, peixe, frutas, verduras, nozes e ovos. A única exceção a essa regras são os laticínios, já que apesar de poderem ser comidos crus são alimentos da era pós-agricultura.
Algumas dietas bem parecidas, como a recomendada pela Weston A. Price Foundation, são mais tolerantes: elas excluem principalmente as invenções dos últimos séculos e aperfeiçoam baseadas na dieta paleolítica ao estudar os fatores específicos que contribuem para a saúde e longevidade. Laticínios, cereais integrais, legumes e batatas e demais alimentos cultivados são, desta forma, encorajados na medida que os ancestrais específicos do indivíduo os permitem ser tolerados.
O alimentos de origem não-animal disponíveis nessa dieta são os mesmos do vegetarianismo de alimentos crus (crudismo). Porém, há duas diferenças fundamentais entre a dieta paleolítica e o crudismo. Primeiro, os que seguem a dieta paleolítica consomem carne e outros alimentos de origem animal (de fato, geralmente são mais consumidos do que outras dietas modernas padrão, em alguns caso substancialmente mais). Segundo, toda e qualquer comida pode ser cozinhada se desejado.
Geralmente essa dieta é o que poderia se considerada de pouco carboidrato, porém não na extensão de por exemplo a dieta de Atkins. Ao contrário da dieta de Atkins, frutas e vegetais são consumidos em grandes quantidades. O conteúdo de vitaminas e minerais desse dieta é bem alto comparado com outras dietas padronizadas.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 28, 2006

Dieta do Tipo Sanguineo

A dieta do tipo sanguíneo foi desenvolvida pelo americano Peter J. D'Adamo, que a popularizou através do livro A Dieta do seu Tipo Sanguíneo. Esta dieta prega que se deve ter uma alimentação diferente para cada tipo de sangue. Ela baseia-se na teoria de que o tipo sanguíneo determina funções digestivas, estruturas imunológicas e que alguns alimentos podem causar emagrecimento ou aumento de peso.
Segundo a dieta do tipo sanguíneo, pessoas de sangue O seriam "caçadoras carnívoras", com aparelho digestivo forte, sistema imunológico superativo e requerem metabolismo eficiente para permanecerem magros. Já indivíduos de sangue A seriam vegetarianos dóceis e os de sangue grupo B seriam onívoros, consumidores de laticínios.
A dieta do tipo sangüíneo é polêmica e recebe críticas de nutricionistas e médicos que afirmam não haver comprovação científica da relação entre o tipo de sangue e dieta ideal.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 26, 2006

Dieta da Zona - 40-30-30

A dieta da Zona, ou 40-30-30, foi popularizada pelo livro de Barry Sears. Ele preconiza o "raciocínio hormonal", ao invés do de calorias, como forma de encarar o emagrecimento
"A Zona" é o termo de Sears para o equilíbrio hormonal apropriado. Quando os níveis de insulina estão ou muito altos, ou muito baixos, o corpo humano usa a gordura armazenada como energia, causando a perda de peso. A dieta focaliza na taxa de "40-30-30" de calorias obtidas diariamente de carboidratos, proteínas e gorduras, respectivamente. Essa fórmula é controversa, porém estudos nos últimos anos têm mostrado que é produz rápida perda de peso.

Paradoxos Hormonais
Sears enfatiza um paradoxo hormonal que os defensores da "pouca-gordura" não estariam cientes. Carboidratos de dieta de pouca-gordura aumentariam a produção do hormônio insulina, o que faria o corpo armazenar mais gordura.
Sears define a consumo de gordura como essencial para "queimar gordura" Gordura mono-insaturada na refeição contribuiria para a pessoa sentir-se cheia e modularia a taxa na qual os carboidratos seriam absorvidos na corrente sanguínea. De acordo com Sears, dietas de pouca-gordura estimularia o acúmulo de gorduras ao criar altos níveis de insulina no sangue.
Fonte: copacabanarunners
sexta-feira, junho 23, 2006

Dieta de desintoxicação - Depurativa ou desintoxicante

Proposta da dieta de desintoxicação - Depurativa ou desintoxicante
Na dieta de desintoxicação, também conhecida como depurativa ou desintoxicante, a pessoa deve consumir somente frutas, vegetais e alimentos naturais não-processados. Sucos de vegetais frescos feitos feitos em casa são usados em conjunto com a dieta depurativa.
A dieta de desintoxicação é mais um estilo de vida. Ela também é bem popular entre artistas que desejam emagrecer rapidamente e facilmente.

Comentário sobre a dieta de desintoxicação ou depurativa
Os defensores da dieta depurativa afirmam que ela elimina as toxinas do ambiente contidas na água, alimento e ar, as quais se acumulam no corpo humano. Os críticos dessa dieta desintoxicante dizem que nosso fígado, rins, pulmões e pele funcionam muito bem diariamente. A dieta de desintoxicação não é a forma mais segura de emagrecer, uma vez que é muito restritiva e aparentemente tem resultados apenas a curto prazo.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 21, 2006

Dieta Tao - Taoísta

Ainda que haja escolas históricas e modernas diversas do taoísmo, com diferentes ensinamentos sobre o assunto, é seguro dizer que muitos taoístas encaram a dieta como de extrema importância para a saúde física e mental, especialmente em relação ao "qi" (energia da vida) dos alimentos. Uma dieta tao, ou taoísta, típica deve focar em:

Aumentar a ingestão de:
* Grão integrais e produtos feitos desses.
* Vegetais (de preferência orgânicos e da estação).
* Frutas (não tropicais, frutas secas são muito boas).
* Sementes e nozes.
* Tofu e soja.
* Ervas.
* Chá.

Diminuir a ingestão dos seguintes alimentos na dieta tao:
* Carne vermelha (a qual pode ser de difícil digestão).
* Produtos refinados como açúcar, pão e farinha de trigo.
* Laticínios.
* Bebidas e alimentos frios.

Ervas na dieta taoísta

Alguns taoístas praticam o herbalismo em suas dietas. Muitos acreditam que usando diferentes ervas na sua comida podem aumentar a energia positiva no seu corpo, e que misturando duas ervas de efeitos opostos podem diminuir a energia positiva e aumentar a negativa, de acordo com o raciocínio Yin e Yang.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 19, 2006

Dieta Gracie

A Dieta Gracie foi elaborada por Carlos Gracie, um dos pioneiros do Jiu-Jitsu no Brasil, com o objetivo promover a saúde, performance e resistência.
A Dieta Gracie, que se propõe a ser natural e balanceada, divide os alimentos em grupos básicos. O grupo A é formado por proteína animal, gorduras, óleos e vegetais; o B por cereais; o C por frutas doces; e o D: por frutas ácidas.
Os alimentos do contidos no grupo A combinam entre si e com mais um do grupo B. As comidas do grupo C combinam entre si e com mais uma do grupo B. Os alimentos do grupo B não combinam entre si, porém combinam com os dos grupos A e C. Já os alimentos do grupo D não combinam entre si e nem com outros grupos, desta forma devem ser consumidos isoladamente. A Dieta Gracie é completada com os grupos E e F (leite e creme de leite) e suas permissões.
Entre os fundamentos da Dieta Gracie está nunca tomar bebida alcoólica ou comer carne de porco. Além disso, deve-se beber um copo de água logo ao se levantar e outro antes de ir dormir.
sexta-feira, junho 16, 2006

Dieta cetônica - sem carboidratos

Uma dieta sem carboidratos, também conhecida como cetônica, é um regime alimentar para perda de peso que defende a restrição do consumo de carboidratos baseado em pesquisas que relacionam a ingestão de carboidratos com a elevação no nível e insulina no sangue, que por sua vez estaria relacionada à obesidade.
Nos mais variados programas de dieta cetônica, alimentos contendo carboidratos (como açúcares, grãos e amido) são limitados ou substituídos por outros contendo mais proteína e gordura. Programas como o de Atkins e dieta de South Beach dizem funcionar por reduzir os níveis de insulina, o que faria o corpo queimar mais gordura como energia.
Embora exista forte evidência que sugira que a dieta de pouco carboidrato, ou cetônica, ajude a emagrecer, ela é polêmica entre nutricionistas e sua segurança tem sido questionada.

Diferenças nas dietas de pouco carboidrato
As dietas de pouco carboidrato diferem na quantidade do consumo de carboidratos recomendado, e nos métodos usados para determinar que fontes de carboidratos devem sem ingeridas e quais a serem evitadas. Ainda que toda dieta cetônica concorde que o açúcar processado deva ser eliminado, ou pelo menos tenha seu consumo reduzido drasticamente, geralmente há divergência nos níveis recomendados de grãos, frutas e vegetais, embora de um modo geral concorde-se que vegetais são melhores que frutas e essas melhores que grãos.

Argumentos a favor da dieta cetônica
Os defensores da dieta cetônica apontam estudos científicos que demonstram sua eficácia e segurança. Vários estudos clínicos independentes têm mostrado que dieta de pouco carboidrato pode ser usada com sucesso para emagrecer. Eles mostraram que, a curto prazo, fatores de risco para doenças cardíacas e diabetes tendem a melhorar apesar da elevação do consumo de gordura saturada e colesterol. Porém, esses estudos foram de curta duração e não avaliaram os efeitos a longo prazo da dieta.

Argumentos contra a dieta cetônica
Os críticos das dietas com pouco carboidrato dizem que ela não é livre de efeitos colaterais prejudiciais. O consumo limitado de carboidratos pode levar a um estado metabólico chamado cetose, o qual pode causar dor de cabeça, fraqueza, desidratação, tontura e odor diferente na transpiração. A ingestão reduzida de fibras alimentares, que geralmente acompanha a dieta cetônica, pode resultar em constipação.
A substituição das calorias dos carboidratos pelas da carne pode resultar em alto consumo de gordura saturada e colesterol, os quais acredita-se elevar os risco de doença cardíaca. Há ainda hipóteses, não comprovadas por estudos científicos, que os rins poderiam ficar sobrecarregados e que a mudança na acidez do sangue poderia causar perda óssea.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 14, 2006

Dieta Líquida

A dieta líquida é um plano de emagrecimento que substitui uma ou mais refeições com uma fórmula líquida.
A maior parte das dietas de fórmula líquida são balanceadas e contêm uma mistura de proteínas, carboidratos e geralmente uma pequena quantidade de sal.
Estas dietas geralmente são vendidas como líquido, ou como pó para ser misturado com líquidos. Embora dietas líquidas sejam fáceis de usar, e promovam perda de peso a curto prazo, a maioria das pessoas recupera o peso perdido assim que param de utilizar a fórmula. Além disso, a dieta líquida não o ensina a pessoa a fazer escolhas para uma alimentação saudável, o que é importante para para não recuperar o peso perdido e ocasionar o efeito sanfona.

quarta-feira, junho 07, 2006

As famosas Dietas "descarboidratadas"

Numa sociedade onde o capitalismo impera e a obesidade cresce exponencialmente, a nova onda de dietas e produtos "low carb" (baixos teores de carboidratos) tornou-se uma enorme obsessão. Incluem-se nessa categoria, as tão famosas Dietas do Dr. Atkins, da Zona e de South Beach. O que todas têm em comum é a sua origem no país onde a população obesa é a que mais cresce no mundo: cerca de 65% dos norte americanos estão obesos. Tudo leva a crer que tantas dietas, manuais de emagrecimento, livros publicados, guias turísticos "descarboidratados", novos produtos nas gôndolas dos supermercados, sanduíches engordurados "low carb" levam a um único lugar: uma grande felicidade do comércio.
O grande perigo nisto tudo é que vemos nos meios de comunicação (TV, rádio, mídia impressa e eletrônica), profissionais da saúde "habilitados" tecnicamente a colaborar na promoção e propagação de informações que colocam em risco a saúde da população.
Deus precisará criar um novo ser humano que funcione sem carboidrato e não desenvolva efeitos colaterais e seqüelas. Enquanto isso, os "experts" continuarão insistindo em vender suas manobras metabólicas para a queima de gordura sem esforço.
As dietas "low carb" alteram o paladar e reduzem o apetite devido à alta formação e concentração de corpos cetônicos no sangue (cetoacidose). Os corpos cetônicos são substâncias derivadas da utilização de gordura como principal fonte de energia. Nesse tipo de alimentação ocorre um desvio do metabolismo: ao invés do corpo utilizar carboidratos como fonte de energia são utilizadas as gorduras, só que a um custo fisiológico alto, pois ocorre o desequilíbrio bioquímico do organismo.

Uma alimentação rica em proteínas certamente também é rica em gorduras, que aliada à restrição de carboidratos e fibras solúveis, elevam os níveis de colesterol, prejudicam as artérias, coração, funcionamento cerebral, sobrecarrega o trabalho renal para eliminação da uréia e creatinina (metabólitos da degradação de proteínas), provoca desidratação, obstipação intestinal, hálito cetônico, náuseas e dor de cabeça. Ocorre ainda carência de vitaminas e minerais (fome oculta), predisposição ao risco para desenvolver cálculos biliares e câncer. Há perda significativa de músculos gerando flacidez e quem pratica esportes sente fadiga muscular, falta de ar e de energia.
Quando o objetivo é o emagrecimento, não há "fórmulas mágicas". Na maior parte das vezes, quando uma dieta nova é lançada, é quase que certo que os interesses econômicos que existem por detrás são bem maiores do que a promoção da Saúde Pública.
É consenso entre os especialistas em Nutrição que, em hipótese alguma, deve-se responsabilizar um único nutriente ou alimento como causador da obesidade, mas sim um conjunto de comportamentos alimentares e de estilo de vida. A obesidade tem causa multifatorial.
No tratamento e prevenção da obesidade, é necessário equilibrar a ingestão de nutrientes, investir na variedade de alimentos (frutas, vegetais, grãos, cereais integrais), diminuir a ingestão de sal e açúcar, cuidar da qualidade e da quantidade da gordura ingerida.
Quando o objetivo é emagrecer a atenção deve estar voltada também para o Balanço Energético: calorias ingeridas e calorias gastas. Se a ingestão de calorias for maior do que o gasto energético, o resultado certamente é o aumento "silencioso" do peso corporal.
Cada indivíduo é único e sua alimentação deve ser tão individual quanto suas particularidades físicas, clínicas, fisiológicas, hereditárias, psicológicas e sociais.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 05, 2006

Dieta das calorias negativas

Na dieta das calorias negativas, em suas várias versões, a pessoa ingere alimentos que são nutritivos mas dos quais alega ter efeito de calorias negativas. O efeito de calorias negativas seria quando o alimento prove menos calorias que as gastas para sua digestão. Não há evidência científica que exista algum alimento realmente de calorias negativas.
Os alimentos de calorias negativas permitidos na dieta são principalmente frutas e vegetais, como por exemplo:
. Maçã
. Aspargo
. Beterraba
. Brocolis
. Repolho verde
. Cantalupo
. Cenoura
. Couve-flor
. Aipo

É difícil obter nutrientes balanceados nessa dieta. Desta forma, esse alimentos são mais eficientes como substitutos de lanches calóricos do que como um programa para emagrecimento.
Fonte: copacabanarunners
quinta-feira, junho 01, 2006

Dieta dos Pontos da USP

Uma nova dieta para o controle de colesterol prova ser mais eficiente e menos sofrida para o paciente. O regime é uma adaptação da Dieta dos Pontos para emagrecimento e foi desenvolvida no Departamento de Nutrição de Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. A pesquisa, realizada por Edeli Simione de Abreu e Márcia de Araújo Leite Nacif, foi transformada no livro Sistema de Pontos para controle de colesterol e gordura no sangue.
A dieta é resultado das defesas de mestrado e doutorado das duas pesquisadoras e segue as recomendações da Associação Americana do Coração (AHA). Edeli, em sua tese de doutorado, criou a fórmula e testou a eficácia do procedimento com 62 pessoas. "O tratamento é muito melhor, pois as pessoas não desistem de segui-lo", explica Márcia. A orientação do trabalho foi realizada pela professora Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres, co-autora do livro.
Os alimentos foram classificados de acordo com a quantidade de colesterol e gordura saturada que contêm. Dependendo da concentração desses elementos, recebem um número de pontos. O paciente tem que cuidar apenas para não extrapolar a pontuação.
O novo sistema permite que o paciente coma todos os tipos de alimento tornando a dieta menos sofrível. Segundo Márcia, as dietas recomendadas hoje em dia são proibitivas, sendo difícil segui-las por muito tempo. "Tudo entra na lista de alimentos proibidos: sanduíche, fritura, ovo, linguiça. Quem aguenta?", brinca.
A dissertação de Márcia procurou verificar o grau de entendimento da dieta por pessoas leigas. "A idéia é que a pessoa possa seguir sua alimentação sem a necessidade de acompanhamento de um profissional". A pesquisa foi realizada em um grupo de 153 pessoas e comprovou a simplicidade da dieta. "Muitas pessoas não têm um acompanhamento adequado da alimentação", explica a pesquisadora. "O livro ajuda os leitores a reeducarem seus hábitos alimentares", explica a pesquisadora.
A dieta é recomendada para pacientes que ainda não precisam tomar medicamentos para controlar o colesterol. As pesquisadoras irão testar a eficácia do sistema de pontos quando usado em conjunto com remédios.
Fonte: Yara Camargo, Agência UPS, 13/01/2005.
terça-feira, maio 30, 2006

Dieta das combinações

Proposta da dieta das combinações
Dieta de combinações de alimentos é a expressão para o método que enfatiza menos a quantidade e tipo de comida ingerida, e mais a ocasião do consumo. Por exemplo, os defensores da dieta de combinações as vezes recomendam que carboidratos não sejam consumidos com frutas cítricas na mesma refeição porque a enzima que digere carboidratos apenas funciona em ambientes alcalinos.
Outro exemplo é o Método Montignac, defendido por Michel Montignac, que recomenda não comer gorduras junto com carboidratos porque esses levam a insulina a ser liberada pelo pâncreas, o que por sua vez faz com que a tecido do corpo absorva as gorduras.

Comentário sobre a dieta das combinações
Ainda que as suposições usadas para justificar as combinações de alimentos não sejam controversas, a sua aplicação pode ser. Os defensores da dieta de combinações ressaltam que, embora as enzimas adaptadas de onívoros permitam que nós sejamos capazes de comer diferentes tipos de alimentos, comer vários tipos de comida no espaço de menos de uma hora é uma coisa recente, posterior ao desenvolvimento das cidades, de modo que o corpo humanos não está preparado para isso. Entretanto, atualmente há pouca evidência dando suporte ao sucesso dessas teorias, e o método permanece controverso.

Fonte: copacabanarunners
sábado, maio 27, 2006

Dieta de South Beach

A dieta de South Beach foi desenvolvida pelo cardiologista Arthur Agatston, que praticava a medicina em Miami na Flórida. Em alguns aspectos similar à de Atkins, já que enfatiza a pequena quantidade de carboidratos, a Dieta de South Beach foi desenvolvida para pacientes com problemas cardíacos para perder peso sem o risco de quetosis.
Na fase inicial, que dura poucas semanas, a pessoa restringe severamente o consumo de carboidratos não comendo nem cereais nem frutas. Depois dessa fase, o consumo de alimentos à base de cereais e frutas é gradualmente retornado, porém, provavelmente, em menor quantidade do que antes do início da dieta, e com ênfase em grãos integrais no lugar da farinha de trigo refinada.
A fase inicial mais rigorosa pode ser reinstituída a qualquer momento para acelerar o emagrecimento, porém não deve ser estendida o suficiente para induzir a quetosis.
sexta-feira, maio 26, 2006

Dieta de Atkins

O Método Nutricional Atkins, conhecido popularmente como Dieta de Atkins, é uma dieta em moda, mas controversa, de muita proteína e gordura e pouco carboidrato, popularizada pelo Doutor Robert Atkins (1930-2003) numa série de livros começada por "Dr. Atkins' Diet Revolution"
Atkins recomendava restringir a ingestão de carboidratos para fazer com que o metabolismo do organismo troque o uso de glicose como combustível pela queima de gordura (tanto a gordura armazenada no corpo quanto a da dieta). Este processo de lipolise começa quando o corpo entra no estado de cetose como conseqüência da falta de carboidratos para usar como combustível.
Para as primeiras duas semanas do programa da Dieta de Atkins (chamado Iniciação), o consumo de carboidratos é limitado a 20 gramas por dia, o que significa que as proteínas e gorduras irão, por necessidade, formar a maior parte da dieta. Para evitar problemas de saúde causados por deficiência de vitaminas e minerais durante esse período, os suplementos vitamínicos e minerais são uma parte essencial nesta fase da dieta.
Depois do período inicial de duas semanas, a ingestão de carboidratos é aumentada gradualmente até alcançar uma nível no qual o indivíduo seguindo a dieta emagrece mais devagar e pode reduzir, ou eliminar, os suplementos alimentares. Quando o peso desejado for alcançado, os níveis de carboidratos são, mais uma vez, aumentados gradualmente até que o peso do indivíduo fique estável. Cada um desses níveis de ingestão de carboidratos varia de pessoa para pessoa. O doutor Atkins argumentava que muitas desordens alimentares são resultado da secreção excessiva de insulina, a qual causaria desejos de comer e níveis instáveis de açúcar no sangue. Atkins sustentava que sua dieta estabilizava os níveis de açúcar e insulina no sangue, eliminado assim a ansiedade de comer e geralmente reduzindo o apetite.

Pontos de visa a favor da Dieta de Atkins
Proponentes da Dieta de Atkins mencionam que as dietas de pouco-carboidrato têm sido objeto de debates acalorados nos círculos médicos por três décadas, mas ainda são "conhecimento maldito", tanto que, até recentemente, nenhum estudo sério foi feito sobre elas. Eles dizem que uns poucos projetos de pesquisa, assim como um grande número de evidências, têm mostrado que tais dietas ajudam o paciente a perder peso.
Um estudo feito pelo "Weight and Eating Disorders Program", na University of Pennsylvania, relatou em Maio de 2003 que a Dieta de Atkins elevou os níveis de HDL (ou "bom" colesterol) numa média de 11% e reduziu a quantidade de triglicerídeos na corrente sangüínea em 17%. No estudo, o nível do colesterol HDL dos indivíduos que seguiram uma dieta convencional aumentou somente 1,6% enquanto os níveis de triglicerídeos não melhoraram significativamente. A perda de peso também foi estatisticamente maior nos que seguiram a Dieta de Atkins depois de três e seis meses comparados com os indivíduos que seguiram uma dieta convencional (porém essa diferença não continuou estatisticamente significante depois de um ano). O estudo acompanhou as dietas de 63 homens e mulheres obesas. (veja New Scientist, 21de Maio de 2003). Dois outros estudos em larga escala estão planejados, sendo um financiado pelo fundação sem fins lucrativos Atkins.

Críticas à Dieta de Atkins
A Dieta de Atkins tem sido geralmente considerada, pela maioria dos especialistas em medicina e nutrição, como infundada e até mesmo charlatona. Os oponentes dizem que a perda de peso inicial que acontece ao seguir a Dieta de Atkins é um fenômeno comum à maioria das dietas, e se dá em virtude da redução do glicogênio e água acumulados nos músculos, e não por perda de gordura. Eles afirmam que não foi revelada nenhuma evidência que qualquer dieta cause emagrecimento a menos que reduza a ingestão de calorias a níveis menores que os gastos. Relatórios também têm indicado que os sucessos na perda de peso ao seguir a Dieta de Atkins são o resultado de menos calorias serem ingeridas, e não por causa da falta de carboidratos.
Dr. Robert Eckel, da American Heart Association, afirma que as dietas de muita proteína e pouco carboidrato colocam pessoas sob o risco de enfermidades cardíacas.
Outro argumento é que muitos países cuja dieta tradicional é rica em carboidratos e com pouca gordura (por exemplo o Japão), têm taxas de obesidade significativamente menores. Isso parece contradizer diretamente as afirmações do Doutor Atkins.
quinta-feira, maio 25, 2006

Dieta das Proteínas

Na verdade não há apenas uma dieta da proteína, mas sim várias diferentes dietas das proteínas. Nesse tipo de dieta, há um no corte consumo de carboidratos priorizando-se as proteínas para promover o emagrecimento.
Dentre as dietas das proteínas, a mais famosa e controversa é a Dieta de Atkins. Nesta dieta, de que falaremos mais amanha, restringe-se o consumo de carboidratos para fazer com que o metabolismo do corpo troque o uso de glicose pela gordura como combustível.
Embora sejam atribuídos vários casos de sucesso na redução de obesidade em função dessa dieta de proteínas, muitos críticos afirmam que a perda de peso seria conseqüência da redução do glicogênio e água acumulados nos músculos, e não da perda de gordura. Além disso, dietas com altos níveis de proteínas não são aconselhadas para as pessoas com algum problema renal.
Outra dieta das proteínas famosa é a South Beach, que é em muitos aspectos semelhantes à de Atkins, porém com uma implementação que procura amenizar alguns efeitos potencialmente danosos do alto consumo de proteínas e pouco carboidrato e vamos falar dela no sabado.
quarta-feira, maio 24, 2006

Dieta da Sopa

A dieta da sopa é mais um método popular para emagrecer que recebe muitas críticas de especialistas. Nesta dieta, que tem poucas calorias mas não é balanceada, a pessoas comem sopa durante uma semana. A sopa é preparada com vários legumes, sendo que o repolho é predominante.
Apesar de poder conter boa quantidade de vitaminas, minerais e fibras, esta dieta para emagrecer é pobre em proteínas, gorduras e carboidratos. Desta forma, a dieta da sopa não segue os princípios de uma dieta balanceada como preconizada pela Pirâmide Alimentar.
Por não ser uma dieta balanceada, ela poderia ocasionar carência de nutrientes essenciais e levar a sintomas de sonolência, fraqueza, mal-estar e dor de cabeça. Além disso, quando a pessoa voltar a alimentar-se como antes, tende a recuperar tudo o que emagreceu.
Você deve evitar dietas nas quais se come apenas um alimento específico. Essas dietas podem até funcionar a curto prazo porque têm poucas calorias, mas geralmente não são balanceadas. Além disso, dietas com a dieta da sopa não ensinam hábitos de alimentares saudáveis que são fundamentais para o controle de peso permanente.
terça-feira, maio 23, 2006

Dieta Mediterrânea

Pesquisa publicada no Journal of the American Medical Association (JAMA) acompanhou a mortalidade de 1507 idosos europeus aparentemente saudáveis de 70 a 90 anos. O estudo descobriu que a dieta mediterrânea, associada a um estilo de vida saudável (atividade física, não fumar e consumo moderado de álcool), diminuiria a probabilidade de mortalidade em mais de 50%.
Outro estudo sobre a Dieta do Mediterrâneo, também publicado no Journal of the American Medical Association, investigou a sua relação com síndrome metabólica, a qual é um fator de risco para doenças cardiovasculares. O objetivo foi estudar o efeito da dieta do Mediterrâneo na função endotelial e marcadores de inflamação vascular em pacientes com síndrome metabólica. O estudo de 2 anos descobriu que a dieta do Mediterrâneo poderia ser efetiva em reduzir a prevalência de síndrome metabólica e sua associação com o risco cardiovascular.

O que é a Dieta do Mediterrâneo
A dieta do Mediterrâneo é um conceito nutricional e gastronômico que ganhou importância geral nos ano 90. Ela é baseada no que, pelo ponto de vista da principal corrente da nutrição convencional, era considerado um paradoxo: embora as pessoas dos países do Mediterrâneo - França é especialmente citada - tendiam a consumir quantidades relativamente altas de gordura animal, elas tinham taxas menores de doenças cardiovasculares do que em países como os Estados Unidos onde se achou níveis similares de consumo de gordura animal. Esse fenômeno é popularmente conhecido como "Paradoxo Francês".
Acredita-se que a explicação seja a grande quantidade de óleo de oliva usado na cozinha mediterrânea, que contrabalançaria em parte a gordura animal na dieta. Adicionalmente, também acredita-se que outro fator seja o consumo de vinho tinto, uma vez que ele contém bioflavonoides com fortes propriedades antioxidantes.
Fonte: Journal of the American Medical Association,
domingo, maio 21, 2006

Dieta Macrobiótica

Macrobiótica é um regime de dieta proposto nos final dos anos 60 por Michio Kushi, que foi inspirado pelo filósofo Georges Ohsawa. A dieta macrobiótica enfatiza cereais integrais cultivados localmente, legumes e produtos de soja fermentada, combinados em refeições pelo princípio das propriedades do yin e yang.
O ideal é que não seja consumido nenhum produto animal, porém Kushi recomenda que a dieta seja adotada gradualmente, comendo cada vez menos alimentos de origem animal até que o corpo não tenha mais necessidade deles. Farinha refinada, açúcar, laticínios e carne de vertebrados são vistos como os mais nocivos, enquanto peixe é considerado aceitável se o corpo pedir por ele. Além de frutas naturais, o único adoçante usado na comida macrobiótica é xarope de malte de cevada.
Uma sopa miso japonesa tradicional é tomada como desjejum. Os ingredientes para uma refeição principal macrobiótica são sempre cozinhados juntos por uma extenso período de tempo em um só lugar, geralmente uma panela de pressão. Um produto de soja fermentada (por exemplo miso ou tamari) é geralmente misturado depois de cozinhar.
Exemplos de combinações:
Arroz integral, lentilhas e couve-flor
Cevada integral, ervilhas e cenouras
Trigo integral, grão-de-bico seco e batatas.

Os proponentes da macrobiótica afirmam que essa dieta pode ajudar a alcançar a paz interior e salvação do consumismo, assim como trazer benefícios significativos para a saúde, incluindo proteção contra enfermidades cardíacas e alguns cânceres.
Alguns do que seguem essa dieta acreditam que sua boa saúde é decorrente de comer macrobioticamente, porém oponentes apontam diversas mortes de pessoas que estavam usando a forma mais severa de macrobiótica. Não foi comprovada nenhuma ligação de causa entre dieta e as mortes, mas isso não pode ser descartado como um fator possível.
quinta-feira, maio 18, 2006

Dieta Semanal

Cada dia um alimento?
Comer um alimento diferente por dia, mas dividido em várias refeições. É esta a dieta semanal.
Por exemplo? Podemos começar por comer, no primeiro dia, 250 gramas de arroz, espaçadas por 4 refeições. No segundo dia partimos para os legumes, no terceiro para a carne e por aí fora.
O que esta dieta procura fazer é quebrar os hábitos alimentares, desarticular as funções digestivas e desencorajar o apetite. Deste modo, é fácil perder peso mas. Os inconvenientes também são muitos: é difícil de seguir (principalmente para quem trabalha), é pouco atractiva e torna-se, rapidamente, cansativa.
No que diz respeito ao organismo, a carência de proteínas, vitaminas e minerais é notória. Aliás, o nosso corpo necessita de uma alimentação muito variada, o que não é possível com este tipo de dieta.
Desaconselhada devido aos seus efeitos negativos a médio prazo, a dieta semanal permite ainda uma recuperação rápida do peso logo que se pára.
terça-feira, maio 16, 2006

Dieta quente - Acelere o seu metabolismo

Quando se está de dieta, toda ajuda é bem-vinda. Quem está com dificuldade de retirar as gordurinhas mais teimosas ou quer apenas acelerar o processo de emagrecimento pode alimentar-se de alimentos que aumentam o metabolismo, chamados de termogênicos. Canela, gengibre, mostarda, couve, pimenta, chá verde... Todos eles têm a capacidade de nos ajudar a transformar as gorduras já alojados no corpo em energia. Depois de uma refeição dessas, podemos queimar calorias mesmo em repouso.

Não acredita? A nutricionista Danielle Resende, da Clínica Nutricor, no Rio de Janeiro explica: "Todo alimento gera energia que, por sua vez, produz calor, indispensável para qualquer função do corpo. Quando ingerimos mais calorias do que o necessário, nosso organismo inicia um processo chamado de termogênese para gastar o que não precisa. Esses alimentos aceleram o processo, ou seja, nos ajudam a eliminar o excesso com mais facilidade".

Entre os principais queimadores de gordura estão as pimentas vermelhas, os pimentões, o chá verde, a couve, o brócolis, o guaraná, a mostarda, o gengibre, a canela, o kiwi, a maçã, a gordura do coco, o vinagre de maçã, a linhaça e até a água gelada. O ideal é incluir pequenas porções desses alimentos no seu dia-a-dia. Uma chávena de chá verde após as refeições, sucos com gengibre ou frutas salpicadas com canela são algumas das formas mais fáceis de adicioná-los ao cardápio.

Além dos termogênicos mais conhecidos, a nutricionista Liliane Moitinho, da Clínica Juvenesse, no Rio, também recomenda a inclusão de algas na dieta, pois elas também exercem o papel de queimadoras de gordura. "Algumas algas, como a chlorella, são ricas em vitaminas e minerais, regulando o metabolismo sem causar efeitos colaterais. Com moderação, podem ser usadas em qualquer dieta. Minha única ressalva é consumi-las em meses alternados para não sobrecarregar o organismo", revela a especialista.

Numa dieta equilibrada, os termogênicos aceleram o processo de emagrecimento, mas, sozinhos, não têm nenhum efeito no organismo. Portanto, não adianta alimentar-se só de couve e beber litros de chá verde. "Eles precisam ser associados a uma alimentação saudável e a uma rotina de exercícios. Como mexem com o sistema metabólico, o ideal é incluí-los na dieta com o acompanhamento de um nutricionista ou de um endocrinologista", avalia Liliane. A especialista lembra que os termogênicos têm mais efeito se fizerem parte de uma dieta rica em frutas, vegetais, cereais integrais e proteínas magras.

Para quem se interessou pelo assunto, a nutricionista indica um suco desintoxicante com termogênicos que equilibram o metabolismo. Ela ensina: "Bata na centrífuga três cenouras sem casca, duas maçãs sem casca, um pedaço pequeno de gengibre, uma folha de couve, um punhado de hortelã e um talo de salsão e beba em jejum pela manhã. A mistura serve para acalmar o fígado e faz o organismo como um todo funcionar melhor".

Apesar de naturais, esses alimentos não são indicados para todos. Quem tem problemas de tireóide deve evitar a sua ingestão excessiva. Já pessoas com o aparelho digestivo sensível não devem usar os condimentos fortes, como a pimenta e o gengibre. "O consumo dos termogênicos também não é indicado à noite, pois podem provocar insônia e nervosismo", avisa a nutricionista Danielle Resende.

Estes alimentos também se estão a tornar poderosos aliados na luta contra a actual epidemia de obesidade. "Por causa do aumento do sobrepeso e da obesidade no mundo todo, os especialistas estão prestando mais atenção à ação dos termogênicos. No futuro, além de medicamentos que auxiliem o emagrecimento, vamos ver novos produtos feitos para favorecer a termogênese", vislumbra Danielle Resende.

Fonte: Bolsa de Mulher, escrito por Maria Vianna
segunda-feira, maio 15, 2006

Dieta Vegetariana

A dieta vegetariana exclui a maioria ou todas as partes de animais e produtos derivados destes. A maior parte das dietas vegetarianas actuais incluem um pouco de mel, assim como leite e laticínios, e algumas incluem ovos.

Tipos de dieta vegetariana

Os principais tipos de dieta vegetariana incluem:
Vegetarianismo estrito - evitam o consumo de todos os produtos animais incluindo ovos, leite e queijo. Os seguidores deste tipo de dietas também são conhecidos como vegans.
Ovo-lacto-vegetarianismo - Essa prática proíbe a ingestão de todas as carnes, porém permite o consumo de produtos animais como ovos e leite.
Lacto-vegetarianismo - Elimina a ingestão de todas as carnes, mas permite o consumo de leite e seus derivados, como queijo, manteiga e iogurte.
Ovo-vegetarianismo - proíbe o consumo de carnes, mas permite comer ovos.
Pesco-vegetarianismo - Este tipo de dieta permite a ingestão de frutos do mar, principalmente peixe. Muitas vezes não é considerada como uma verdadeira dieta vegetariana.

Motivação para fazer dieta vegetariana em relação à saúde

Estatísticas indicam que pessoas seguem as dietas vegetarianas têm menor incidência de contrair doenças cardíacas, cancro e osteoporose. A American Dietetic Association diz que: "embora fatores não relacionados à dieta, como atividade física e abstinência do fumo e álcool, possam ter um papel importante, a dieta [sem carne, vegetariana] é claramente um factor" que contribui para a redução das taxas de várias doenças degenerativas.
Pesquisadores como Dean Ornish têm obtido bons resultados no tratamento de pacientes cardíacos com dietas vegetarianas estrita, exercício físico e programa de redução de Stress. Há também aspectos nutricionais que encorajam o consumo de frutas, vegetais e cereais e a diminuição de carnes e gorduras.

Considerações adicionais
Nenhuma dieta é necessariamente "não-natural". Os seres humanos são onívoros desde os tempos ancestrais; temos os dentes (incisivos e molares) e sistema digestivo de animais que comem tanto carne quanto vegetais. Quase todos os primatas superiores, dos quais somos parentes, são onívoros, exceto o gorila. No passado muitas pessoas comiam carne apenas ocasionalmente porque ela era cara e não facilmente disponível. A dieta vegetariana estrita é algo relativamente novo na história da humanidade em termos evolucionários.
Há o risco de deficiência de vitamina B12 como resultado de dieta vegetariana estrita. Enquanto que quase todos os alimentos animais contêm boas quantidades de B12, os vegetais não são fonte desta vitamina. Porém, há uma gama de alimentos com adição de vitaminas, incluindo cereais matinais, leite de soja e outros. Suplementos vitamínicos de B12 são geralmente preparados de sobras de abatedouros e desta forma não poderiam ser consumidos por vegetarianos, porém há um número crescente de suplementos que não contém produtos animais. A vitamina B12 é armazenada no corpo por vários meses, então os sintomas de deficiência desta vitamina, que podem ser severos, não aparecem imediatamente após entrar numa dieta vegetariana estrita.
Alguns nutrientes importantes (aminoácidos, gorduras, vitaminas A, D, K e E) estão presentes em boas quantidades nas carnes, porém uma dieta vegetariana pode ser elabora de modo a contê-los também. A American Dietetic Association afirma que: "fontes de proteína vegetal podem fornecer sozinhas as quantidades adequadas de aminoácidos se a uma boa variedade de alimentos vegetais for consumida e as necessidades de energia forem atendidas". Entretanto, é importante que os vegetarianos estejam atentos à sua ingestão de proteínas, vitamina B12 e outros nutrientes. Como qualquer dieta, as que eliminam produtos animais precisam ser balanceadas e incluir boa variedade de alimentos.
sexta-feira, maio 12, 2006

Dietas da moda - dieta do atum, da USP

Dietas da moda, de um modo geral, prometem um emagrecimento rápido e sem muito esforço. Tais dietas não recebem apoio dos nutricionistas e podem ser perigosas, uma vez que a maioria não é balanceada e pode causar deficiência de certos nutrientes. Além disso, emagrecer muito rapidamente, a menos que seja sob orientação médica, não é saudável.
Outro problema com as dietas da moda é que, apesar de poderem causar emagrecimento a curto prazo ao restringir a ingestão de calorias, elas dificilmente podem ser mantidas por um longo período de tempo. Desta forma, na maioria das vezes a pessoa recupera o que emagreceu, o chamado efeito sanfona.
O mais importante para manter um peso saudável e ideal é ter uma alimentação saudável, dieta balanceada e praticar atividades físicas regularmente.

Exemplos de dietas da moda:

Dieta do Atum - Essa dieta orienta o consumo de várias porções de atum enlatado. Como a base da dieta é apenas um tipo de alimento, há carência de nutrientes como carboidratos, cálcio e ferro. Mesmo para quem adora atum, é provável que fique enjoado de tanto comer esse peixe.

Dieta da USP - Essa dieta aproveita-se do nome da USP para dar a impressão de seriedade científica. A verdade é que a USP nunca elaborou nenhuma dieta como esta. De um modo geral, a chamada dieta da USP preconiza a restrição total de carboidratos, permitindo apenas o consumo de gorduras e proteínas. Ela pode ser perigosa, pois não é balanceada e há o consumo exagerado de proteínas e gorduras.

Outras dietas da moda - Há uma ampla variedade de dietas da moda que incluem a dieta do abacaxi, da sopa, da lua e do fast-food.
sábado, maio 06, 2006

Dieta das Frutas

Frutarianos são um sub-grupo dos vegetarianos que comem somente as frutas das plantas. Isso inclui não apenas o que geralmente pensamos como uma "fruta", no sentido culinário como laranjas e maçãs, mas também outros alimentos que são botanicamente os frutos de plantas floríferas (o que significa a semente contendo as partes reprodutivas), incluindo todos os grãos, nozes, sementes, feijões, ervilhas, pimentas, tomates, abóboras, etc.

É importante para um frutariano tomar suplementos vitamínicos contendo vitamina B12, especialmente mulheres grávidas ou amamentando.

Ao comer somente o fruto da planta, esta não precisa ser morta (quando comemos uma cenoura, a qual é a raiz da planta, toda ela morre). Frutarianos comentam que, em muitos casos, comer a fruta é um favor para a planta. Frutas frescas são feitas para serem comidas por animais e percorrer o sistema digestivo antes de serem eliminadas numa pilha de "fertilizantes"; ou, no caso de frutas com núcleo ou caroço, para serem removidas da planta, comidas, e o núcleo ou caroço que contém as sementes ser jogado fora para brotar. Sem os animais comendo frutas, estas não poderiam viajar longe o suficiente da planta para crescer com sucesso. Muitas plantas dependem de animais para dispersar as sementes.
quinta-feira, maio 04, 2006

Tipos de Dieta - III

Dietas flexíveis:
Alguns programas ou livros sugerem monitorar somente a gordura, apenas as calorias (como a dieta dos pontos), ou uma combinação dos dois, com o indivíduo fazendo a escolha tanto do tipo quanto da quantidade de alimentos ingeridos. Esse método flexível funciona bem para a maioria das pessoas, e ensina como controlar o que comem. O lado mau das dietas flexíveis é que algumas não consideram a dieta totalmente. Por exemplo, programas que monitoram gordura geralmente permitem que as pessoas ingiram calorias em excesso de açúcares, e dessa forma não levam à perda de peso.

É importante escolher um plano de alimentação que você possa seguir pela sua vida. O plano deve também lhe ensinar como selecionar e preparar alimentos saudáveis, e como manter o peso alcançado. Lembre-se que muitas pessoas tendem a recuperar o peso perdido. Comer uma dieta saudável e nutritiva para manter o novo peso, combinado com atividade física regular, o ajuda a evitar a recuperação do peso perdido.
sexta-feira, abril 28, 2006

Tipos de Dieta - II

Dieta líquida: As dietas líquidas são planos de perda de peso que substituem uma ou mais refeições com uma fórmula líquida. A maioria das dietas de fórmula líquida são balanceadas e contêm uma mistura de proteína, carboidrato e geralmente uma pequena quantidade de sal. Essas dietas geralmente são vendidas como líquido ou em pó para ser misturado com líquidos. Embora as dietas de fórmulas líquidas sejam fáceis de usar, e promovam perda de peso a curto prazo, a maioria das pessoas recupera o peso perdido assim que param de utilizar a fórmula. Adicionalmente, dietas líquidas não ensinam a fazer escolhas para uma alimentação saudável, uma habilidade necessária para não recuperar o peso perdido.

Dietas questionáveis: Você deve evitar qualquer dieta que sugira que coma um específico nutriente, alimento ou combinação de alimentos para proporcionar perda de peso fácil. Algumas dessas dietas podem funcionar a curto prazo porque têm poucas calorias. Porém, elas geralmente não são balanceadas e podem causar deficiência de nutrientes. Além disso, elas não ensinam hábitos de alimentação que são importantes para o controle de peso a longo prazo.

Continua....
quinta-feira, abril 27, 2006

Tipos de dietas - I

Dieta de menu fixo: Uma dieta de menu fixo dá uma lista de todos os alimentos que você irá comer. Este tipo de dieta pode ser fácil de ser seguida já que os alimentos são escolhidos para si. Porém, você terá muito poucas opções de alimentos diferentes, o que pode tornar a dieta enfadonha e difícil de seguir se estiver fora de casa. Adicionalmente, dietas de menu fixo não ensinam as habilidades para a selecção de alimentos, as quais são necessárias para não recuperar o peso perdido. Se você começar com uma dieta de menu fixo, deve eventualmente trocar para um plano que o ajuda a aprender a fazer sozinho as escolhas das refeições, como uma dieta do modelo de trocas.

Dieta modelo de trocas: Uma dieta modelo de trocas é uma plano de refeições com um número determinado de porções de cada um dos vários grupos de alimentos. Dentro de cada grupo, os alimentos têm a quantidade de calorias equivalentes e podem ser trocados à sua escolha. Por exemplo, a categoria "amido" poderia incluir uma fatia de pão ou 1/2 chávena de aveia (cereiais); equivalentes em nutrientes e quantidade caloricas. Com s planos da dieta de modelo de trocas, você tem mais variedade no seu dia-a-dia e pode seguí-la facilmente longe de casa. A vantagem principal da dieta modelo de trocas é que ela ensina a selecionar os alimentos, o que é necessário para não recuperar o peso perdido.

Dieta de refeição pré-embaladas: Esta dieta requer que você compre refeições pré-embaladas. Essas refeições podem ajudár a aprender o tamanho apropriado das porções. Porém, elas podem ser caras. Antes de começar este tipo de programa, veja se você terá que comprar essas refeições e quanto elas custam. Você também deverá verificar se o programa ensina a como selecionar e preparar a comida, habilidades que você vai precisar para manter a perda de peso.

Continua...
sábado, abril 22, 2006

Piramide Alimentar

ImageGravy.com
(Clicar na imagem para ampliar)



O que é a Pirâmide Alimentar?
Flexível e cheia de opções, a Pirâmide Alimentar pode ser o seu guia para uma dieta equilibrada e alimentação saudável. Ela foi desenvolvida pelo departamento de agricultura americano e oferece orientações simples e fáceis para que escolha o que vai comer respeitando sete diretrizes.

Diretrizes:

Coma uma diversidade de alimentos.
  • Mantenha um peso saudável.
  • Escolha uma dieta com pouca gordura, colesterol e gordura saturada.

  • Escolha uma dieta rica em vegetais, frutas e grãos.

  • Use açúcar com moderação.

  • Use sal com moderação.

  • Se consome bebidas alcóolicas, beba com moderação.

O que há na Pirâmide Alimentar? Todos os alimentos imagináveis!

A Pirâmide Alimentar encoraja os princípios básicos de uma dieta saudável: variedade, equilíbrio e moderação.

Variedade: Não há um único alimento que forneça todos os nutrientes necessários. Uma dieta variada inclui alimentos diferentes nos 5 grandes grupos da Pirâmide que juntos atendem às recomendações nutricionais.

Equilíbrio: Uma dieta equilibrada incorpora diariamente as quantidades apropriadas dos 5 grupos de alimentos, provendo as calorias e nutrientes necessários. Sua idade, sexo e nível de atividade física podem alterar o número de porções necessárias para uma dieta balanceada.

Moderação: Selecionar as comidas e bebidas com cuidado ajuda a controlar as calorias e quantidades de gordura, colesterol, gordura saturada, sal, açúcares e, se consumidas, bebidas alcóolicas. Isso permite maior flexibilidade para saborear a variedade de alimentos disponíveis.
Embora a pirâmide alimentar não seja uma ciência exata, é um bom começo para criar uma dieta saudável e balanceada.

Como consultar a Pirâmide Alimentar?

Ela demonstra como os diferentes tipos de alimentos devem ser balanceados na sua dieta. Assim, a base da Pirâmide é constituída de alimentos que devem ser consumidos com freqüência (cereais, pães, arroz e massas), enquanto que no topo estão os que devem ser consumidos com moderação (gorduras, óleos e açúcares).

A proporção aproximada dos diferentes grupos em sua dieta é :

ImageGravy.com
(Clicar na imagem para ampliar)

Cereais, pães, arroz e massas - 6 a 11 porções.
Vegetais - 3 a 5 porções
Frutas - 2 a 4 porções
Carnes, peixes, aves, ovos, feijões e nozes - 2 a 3 porções
Leite, iogurte e queijos - 2 a 3 porções
Gorduras, óleos e açucares - use de forma reduzida

Alimentação saudável não significa largar as comidas e bebidas prediletas. Somente aprenda a balancear a sua alimentação. Você pode acomodar seus alimentos preferidos e saborear as refeições enquanto promove sua saúde.
Prefira alimentos como massas, arroz, grãos, pães, cereais; vegetais; frutas; laticínios com pouca gordura; carne magra, frango, peixe e legumes. Essas comidas são a estrutura para uma dieta saudável.
Não há alimento "bom" ou "mau", a sua dieta como um todo é que é importante. Toda a comida se pode encaixar numa dieta variada, moderada e balanceada.

sexta-feira, abril 21, 2006

Boa Nutrição - II

Quantidade adequada de carboidratos: Pelo menos 100 gramas de carboidratos por dia são necessários para prevenir fadiga e desequilíbrio de fluidos. Para certificar-se de ingerir quantidade suficiente de carboidrato, coma 6-11 porções diárias do Grupo da Pirâmide Alimentar de pão, cereal, arroz e massas.

Ingestão diária de 20 a 30 gramas de fibras: A quantidade adequada de fibras alimentares ajuda no bom funcionamento dos intestinos. Você pode obter em torno de 30 gramas de fibras se comer 1 chávena de farelos de cereais, 1/2 chávena de cenouras, 1/2 chávena de feijões, uma pêra de tamanho médio e mais uma maçã de tamanho médio.

Não mais do que 30% das calorias, em média, vindas de gordura por dia: com menos de 10% provenientes de gordura saturada (como a gordura da carne, manteiga e ovos). Limitar a gordura a esses níveis reduz seu risco de enfermidade cardíaca e pode ajudá-lo a perder peso. Adicionalmente, você deveria limitar a quantidade de colesterol na sua dieta. Colesterol é uma substância similar à gordura encontrada em produtos animais como carnes e ovos. Sua dieta deve incluir não mais de 300 miligramas de colesterol por dia (um ovo contém em trono de 215 miligramas de colesterol, e 100 gramas de hambúrguer contém 100 miligramas de colesterol).

Pelo menos 8 a 10 copos, 225 mililitros cada, de água: Você irá precisar beber ainda mais água que a referida caso faça muito exercício físico.

Esse nutrientes devem vir de uma variedade de alimentos de pouca caloria e nutritivos. Uma forma de obter variedade -- e com isso uma dieta nutritiva e saborosa -- é cada dia escolher os alimentos da Pirâmide Alimentar.

Tendo este ultimo factor em conta o próximo post colocado aqui irá ser sobre a Pirâmide Alimentar, e depois de todas estas noções passaremos às receitas de dietas.
terça-feira, abril 18, 2006

Boa Nutrição - Parte I

Certifique-se que a sua dieta contém todos os nutrientes essenciais para uma boa saúde. Fazer uso do Guia da Pirâmide Alimentar e dos rótulos que informam a composição nutricional em produtos processados pode ajudá-lo a escolher uma dieta saudável. A Pirâmide Alimentar mostra os tipos e quantidades de alimentos que você necessita diariamente para uma boa saúde. Os rótulos dos produtos o ajudam a selecionar os alimentos que se encaixam nas suas necessidades diárias de nutrientes. Uma dieta saudável deve incluir:

- Quantidades adequadas de vitaminas e minerais. Comer uma ampla variedade de alimentos de todos os Grupos de Alimentos da Pirâmide Alimentar pode ajudá-lo a obter as vitaminas e minerais que você necessita. Caso você ingira menos de 1.200 calorias por dia, pode beneficiar-se ao tomar um comprimido diário de suplemento vitamínico e mineral.

- Quantidade de proteínas adequada. A mulher média de mais de 25 anos deve ingerir 50 gramas de proteína por dia, e o homem médio de mais de 25 anos deve ingerir 65 gramas de proteína por dia. A quantidade adequada de proteínas é importante porque previne a destruição dos tecidos musculares e repara todos os tecidos do corpo, como pele e dentes. Para obter a quantidade adequada de proteínas na sua dieta, certifique-se de comer 2-3 porções diárias do Grupo da Pirâmide Alimentar de carne, frango, peixe, feijões secos, ovos e nozes. Todos esses alimentos são boa fonte de proteína.


Lista de Dietas

  Tenha um Personal Trainer
  Perder peso de forma segura
  Dia dos Namorados
  Produto natural para emagrecimento
  Perca 12Kg antes do Carnaval
  Dieta da Primavera
  Manual das Dietas
  Dia dos Namorados - São Valentim
  Dieta dos Pontos
  Dieta da Lua
  Dezembro 2005
  Abril 2006
  Maio 2006
  Junho 2006
  Julho 2006
  Fevereiro 2007
  Março 2007
  Maio 2007
  Janeiro 2008
  Fevereiro 2008
  Janeiro 2009
  Abril 2009

Parceiros
Receitas Culinárias
Cozinha Facil
Letras de Musicas
Dietas Rápidas
Morangos Com Açúcar
Floribella
Isaac Alfaiate
Receitas de Culinaria
Perder Peso
Blog de Humor
Tuning
Dia da Mãe
Mafalda Matos
Clube Morangos
Doce Fugitiva
Blog Bruno Nogueira
Emprego
Telemóveis
Cursos On-line
MSN Grátis
José Mourinho
Frases de Amor
Perder Peso
Mensagens De Natal
Gato Fedorento
Dietas
Bebidas
EuroMilhoes
Massagens

Zé Gomes
Troca de Links

Natal
Mensagens De Natal
Imagens de Natal
Musicas de Natal
Toques de Natal
Jogos de Natal
Receitas de Natal
Blog do Natal

Futebol
José Mourinho
Cristiano Ronaldo
Futebol Clube do Porto
Sporting Clube de Portugal
Sport Lisboa e Benfica




Webtuga TopSites

Top Link

Powered by Blogger

 

009 Extra 728x90

Programas de TV, Telenovelas e Actores:
Morangos Com Açúcar | Mafalda Matos | Doce Fugitiva | Isaac Alfaiate | Gato Fedorento | Floribella | Clube Morangos
 Blog do Bruno Nogueira


Entretenimento e Lazer:
Receitas Culinárias |
Esquillo Seo Contest | EuroMilhoes | MSN Grátis | Frases De Amor | Bebidas | Dietas | Emprego | Telemóveis | Cursos On-line | Google | Letras de Musicas | MSN | Nokia Portugal

Natal:
Mensagens de Natal | Imagens De Natal | Blog do Natal | Musicas de Natal | Jogos de Natal | Toques de Natal | Receitas de Natal

Futebol:
Jose Mourinho |
Cristiano Ronaldo | Futebol Clube do Porto | Sporting Clube de Portugal | Sport Lisboa e Benfica
 

DietasRápidas © 2006 - 2007 Webmaster

<BODY><BODY>