<BODY><BODY> Dietas Rapidas

 

A ideia deste blog é colocar aqui neste espaço o melhor conjunto de dietas rápidas da internet em apenas um blog, isto é, vais encontrar aqui formas eficazes e definitivas de como perder peso através de dietas para emagrecer equilibradas, saudáveis e rápidas!Vai encontrar aqui as melhores dietas da internet, assim como receitas dietéticas.
001 Toques 468x60

sexta-feira, junho 30, 2006

Dieta Paleolítica

A dieta paleolítica é um regime alimentar cuja preocupação principal é com a saúde ao invés de questões éticas ou econômicas. Os defensores da nutrição paleolítica acreditam que os melhores alimentos para o organismo humano são os que estão projetados para comer e e as enfermidades relacionadas à dieta são causadas pelo desvio desse caminho.
O seu argumento baseia-se que já que a genética humana mudou muito pouco desde a idade da pedra, uma dieta ideal (para a saúde) deveria ser reconstruída para ser como a daquela época. Desta forma, ao estudar a arqueologia e os grupos de caçadores modernos, podemos aprender como deveria ser uma dieta saudável.
Alimentos que não são comestíveis crus e sem processamento são excluídos dessa dieta. Isso inclui grãos, feijões e batatas. Alimentos que são incluídos nessa dieta são: carne, peixe, frutas, verduras, nozes e ovos. A única exceção a essa regras são os laticínios, já que apesar de poderem ser comidos crus são alimentos da era pós-agricultura.
Algumas dietas bem parecidas, como a recomendada pela Weston A. Price Foundation, são mais tolerantes: elas excluem principalmente as invenções dos últimos séculos e aperfeiçoam baseadas na dieta paleolítica ao estudar os fatores específicos que contribuem para a saúde e longevidade. Laticínios, cereais integrais, legumes e batatas e demais alimentos cultivados são, desta forma, encorajados na medida que os ancestrais específicos do indivíduo os permitem ser tolerados.
O alimentos de origem não-animal disponíveis nessa dieta são os mesmos do vegetarianismo de alimentos crus (crudismo). Porém, há duas diferenças fundamentais entre a dieta paleolítica e o crudismo. Primeiro, os que seguem a dieta paleolítica consomem carne e outros alimentos de origem animal (de fato, geralmente são mais consumidos do que outras dietas modernas padrão, em alguns caso substancialmente mais). Segundo, toda e qualquer comida pode ser cozinhada se desejado.
Geralmente essa dieta é o que poderia se considerada de pouco carboidrato, porém não na extensão de por exemplo a dieta de Atkins. Ao contrário da dieta de Atkins, frutas e vegetais são consumidos em grandes quantidades. O conteúdo de vitaminas e minerais desse dieta é bem alto comparado com outras dietas padronizadas.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 28, 2006

Dieta do Tipo Sanguineo

A dieta do tipo sanguíneo foi desenvolvida pelo americano Peter J. D'Adamo, que a popularizou através do livro A Dieta do seu Tipo Sanguíneo. Esta dieta prega que se deve ter uma alimentação diferente para cada tipo de sangue. Ela baseia-se na teoria de que o tipo sanguíneo determina funções digestivas, estruturas imunológicas e que alguns alimentos podem causar emagrecimento ou aumento de peso.
Segundo a dieta do tipo sanguíneo, pessoas de sangue O seriam "caçadoras carnívoras", com aparelho digestivo forte, sistema imunológico superativo e requerem metabolismo eficiente para permanecerem magros. Já indivíduos de sangue A seriam vegetarianos dóceis e os de sangue grupo B seriam onívoros, consumidores de laticínios.
A dieta do tipo sangüíneo é polêmica e recebe críticas de nutricionistas e médicos que afirmam não haver comprovação científica da relação entre o tipo de sangue e dieta ideal.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 26, 2006

Dieta da Zona - 40-30-30

A dieta da Zona, ou 40-30-30, foi popularizada pelo livro de Barry Sears. Ele preconiza o "raciocínio hormonal", ao invés do de calorias, como forma de encarar o emagrecimento
"A Zona" é o termo de Sears para o equilíbrio hormonal apropriado. Quando os níveis de insulina estão ou muito altos, ou muito baixos, o corpo humano usa a gordura armazenada como energia, causando a perda de peso. A dieta focaliza na taxa de "40-30-30" de calorias obtidas diariamente de carboidratos, proteínas e gorduras, respectivamente. Essa fórmula é controversa, porém estudos nos últimos anos têm mostrado que é produz rápida perda de peso.

Paradoxos Hormonais
Sears enfatiza um paradoxo hormonal que os defensores da "pouca-gordura" não estariam cientes. Carboidratos de dieta de pouca-gordura aumentariam a produção do hormônio insulina, o que faria o corpo armazenar mais gordura.
Sears define a consumo de gordura como essencial para "queimar gordura" Gordura mono-insaturada na refeição contribuiria para a pessoa sentir-se cheia e modularia a taxa na qual os carboidratos seriam absorvidos na corrente sanguínea. De acordo com Sears, dietas de pouca-gordura estimularia o acúmulo de gorduras ao criar altos níveis de insulina no sangue.
Fonte: copacabanarunners
sexta-feira, junho 23, 2006

Dieta de desintoxicação - Depurativa ou desintoxicante

Proposta da dieta de desintoxicação - Depurativa ou desintoxicante
Na dieta de desintoxicação, também conhecida como depurativa ou desintoxicante, a pessoa deve consumir somente frutas, vegetais e alimentos naturais não-processados. Sucos de vegetais frescos feitos feitos em casa são usados em conjunto com a dieta depurativa.
A dieta de desintoxicação é mais um estilo de vida. Ela também é bem popular entre artistas que desejam emagrecer rapidamente e facilmente.

Comentário sobre a dieta de desintoxicação ou depurativa
Os defensores da dieta depurativa afirmam que ela elimina as toxinas do ambiente contidas na água, alimento e ar, as quais se acumulam no corpo humano. Os críticos dessa dieta desintoxicante dizem que nosso fígado, rins, pulmões e pele funcionam muito bem diariamente. A dieta de desintoxicação não é a forma mais segura de emagrecer, uma vez que é muito restritiva e aparentemente tem resultados apenas a curto prazo.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 21, 2006

Dieta Tao - Taoísta

Ainda que haja escolas históricas e modernas diversas do taoísmo, com diferentes ensinamentos sobre o assunto, é seguro dizer que muitos taoístas encaram a dieta como de extrema importância para a saúde física e mental, especialmente em relação ao "qi" (energia da vida) dos alimentos. Uma dieta tao, ou taoísta, típica deve focar em:

Aumentar a ingestão de:
* Grão integrais e produtos feitos desses.
* Vegetais (de preferência orgânicos e da estação).
* Frutas (não tropicais, frutas secas são muito boas).
* Sementes e nozes.
* Tofu e soja.
* Ervas.
* Chá.

Diminuir a ingestão dos seguintes alimentos na dieta tao:
* Carne vermelha (a qual pode ser de difícil digestão).
* Produtos refinados como açúcar, pão e farinha de trigo.
* Laticínios.
* Bebidas e alimentos frios.

Ervas na dieta taoísta

Alguns taoístas praticam o herbalismo em suas dietas. Muitos acreditam que usando diferentes ervas na sua comida podem aumentar a energia positiva no seu corpo, e que misturando duas ervas de efeitos opostos podem diminuir a energia positiva e aumentar a negativa, de acordo com o raciocínio Yin e Yang.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 19, 2006

Dieta Gracie

A Dieta Gracie foi elaborada por Carlos Gracie, um dos pioneiros do Jiu-Jitsu no Brasil, com o objetivo promover a saúde, performance e resistência.
A Dieta Gracie, que se propõe a ser natural e balanceada, divide os alimentos em grupos básicos. O grupo A é formado por proteína animal, gorduras, óleos e vegetais; o B por cereais; o C por frutas doces; e o D: por frutas ácidas.
Os alimentos do contidos no grupo A combinam entre si e com mais um do grupo B. As comidas do grupo C combinam entre si e com mais uma do grupo B. Os alimentos do grupo B não combinam entre si, porém combinam com os dos grupos A e C. Já os alimentos do grupo D não combinam entre si e nem com outros grupos, desta forma devem ser consumidos isoladamente. A Dieta Gracie é completada com os grupos E e F (leite e creme de leite) e suas permissões.
Entre os fundamentos da Dieta Gracie está nunca tomar bebida alcoólica ou comer carne de porco. Além disso, deve-se beber um copo de água logo ao se levantar e outro antes de ir dormir.
sexta-feira, junho 16, 2006

Dieta cetônica - sem carboidratos

Uma dieta sem carboidratos, também conhecida como cetônica, é um regime alimentar para perda de peso que defende a restrição do consumo de carboidratos baseado em pesquisas que relacionam a ingestão de carboidratos com a elevação no nível e insulina no sangue, que por sua vez estaria relacionada à obesidade.
Nos mais variados programas de dieta cetônica, alimentos contendo carboidratos (como açúcares, grãos e amido) são limitados ou substituídos por outros contendo mais proteína e gordura. Programas como o de Atkins e dieta de South Beach dizem funcionar por reduzir os níveis de insulina, o que faria o corpo queimar mais gordura como energia.
Embora exista forte evidência que sugira que a dieta de pouco carboidrato, ou cetônica, ajude a emagrecer, ela é polêmica entre nutricionistas e sua segurança tem sido questionada.

Diferenças nas dietas de pouco carboidrato
As dietas de pouco carboidrato diferem na quantidade do consumo de carboidratos recomendado, e nos métodos usados para determinar que fontes de carboidratos devem sem ingeridas e quais a serem evitadas. Ainda que toda dieta cetônica concorde que o açúcar processado deva ser eliminado, ou pelo menos tenha seu consumo reduzido drasticamente, geralmente há divergência nos níveis recomendados de grãos, frutas e vegetais, embora de um modo geral concorde-se que vegetais são melhores que frutas e essas melhores que grãos.

Argumentos a favor da dieta cetônica
Os defensores da dieta cetônica apontam estudos científicos que demonstram sua eficácia e segurança. Vários estudos clínicos independentes têm mostrado que dieta de pouco carboidrato pode ser usada com sucesso para emagrecer. Eles mostraram que, a curto prazo, fatores de risco para doenças cardíacas e diabetes tendem a melhorar apesar da elevação do consumo de gordura saturada e colesterol. Porém, esses estudos foram de curta duração e não avaliaram os efeitos a longo prazo da dieta.

Argumentos contra a dieta cetônica
Os críticos das dietas com pouco carboidrato dizem que ela não é livre de efeitos colaterais prejudiciais. O consumo limitado de carboidratos pode levar a um estado metabólico chamado cetose, o qual pode causar dor de cabeça, fraqueza, desidratação, tontura e odor diferente na transpiração. A ingestão reduzida de fibras alimentares, que geralmente acompanha a dieta cetônica, pode resultar em constipação.
A substituição das calorias dos carboidratos pelas da carne pode resultar em alto consumo de gordura saturada e colesterol, os quais acredita-se elevar os risco de doença cardíaca. Há ainda hipóteses, não comprovadas por estudos científicos, que os rins poderiam ficar sobrecarregados e que a mudança na acidez do sangue poderia causar perda óssea.
Fonte: copacabanarunners
quarta-feira, junho 14, 2006

Dieta Líquida

A dieta líquida é um plano de emagrecimento que substitui uma ou mais refeições com uma fórmula líquida.
A maior parte das dietas de fórmula líquida são balanceadas e contêm uma mistura de proteínas, carboidratos e geralmente uma pequena quantidade de sal.
Estas dietas geralmente são vendidas como líquido, ou como pó para ser misturado com líquidos. Embora dietas líquidas sejam fáceis de usar, e promovam perda de peso a curto prazo, a maioria das pessoas recupera o peso perdido assim que param de utilizar a fórmula. Além disso, a dieta líquida não o ensina a pessoa a fazer escolhas para uma alimentação saudável, o que é importante para para não recuperar o peso perdido e ocasionar o efeito sanfona.

quarta-feira, junho 07, 2006

As famosas Dietas "descarboidratadas"

Numa sociedade onde o capitalismo impera e a obesidade cresce exponencialmente, a nova onda de dietas e produtos "low carb" (baixos teores de carboidratos) tornou-se uma enorme obsessão. Incluem-se nessa categoria, as tão famosas Dietas do Dr. Atkins, da Zona e de South Beach. O que todas têm em comum é a sua origem no país onde a população obesa é a que mais cresce no mundo: cerca de 65% dos norte americanos estão obesos. Tudo leva a crer que tantas dietas, manuais de emagrecimento, livros publicados, guias turísticos "descarboidratados", novos produtos nas gôndolas dos supermercados, sanduíches engordurados "low carb" levam a um único lugar: uma grande felicidade do comércio.
O grande perigo nisto tudo é que vemos nos meios de comunicação (TV, rádio, mídia impressa e eletrônica), profissionais da saúde "habilitados" tecnicamente a colaborar na promoção e propagação de informações que colocam em risco a saúde da população.
Deus precisará criar um novo ser humano que funcione sem carboidrato e não desenvolva efeitos colaterais e seqüelas. Enquanto isso, os "experts" continuarão insistindo em vender suas manobras metabólicas para a queima de gordura sem esforço.
As dietas "low carb" alteram o paladar e reduzem o apetite devido à alta formação e concentração de corpos cetônicos no sangue (cetoacidose). Os corpos cetônicos são substâncias derivadas da utilização de gordura como principal fonte de energia. Nesse tipo de alimentação ocorre um desvio do metabolismo: ao invés do corpo utilizar carboidratos como fonte de energia são utilizadas as gorduras, só que a um custo fisiológico alto, pois ocorre o desequilíbrio bioquímico do organismo.

Uma alimentação rica em proteínas certamente também é rica em gorduras, que aliada à restrição de carboidratos e fibras solúveis, elevam os níveis de colesterol, prejudicam as artérias, coração, funcionamento cerebral, sobrecarrega o trabalho renal para eliminação da uréia e creatinina (metabólitos da degradação de proteínas), provoca desidratação, obstipação intestinal, hálito cetônico, náuseas e dor de cabeça. Ocorre ainda carência de vitaminas e minerais (fome oculta), predisposição ao risco para desenvolver cálculos biliares e câncer. Há perda significativa de músculos gerando flacidez e quem pratica esportes sente fadiga muscular, falta de ar e de energia.
Quando o objetivo é o emagrecimento, não há "fórmulas mágicas". Na maior parte das vezes, quando uma dieta nova é lançada, é quase que certo que os interesses econômicos que existem por detrás são bem maiores do que a promoção da Saúde Pública.
É consenso entre os especialistas em Nutrição que, em hipótese alguma, deve-se responsabilizar um único nutriente ou alimento como causador da obesidade, mas sim um conjunto de comportamentos alimentares e de estilo de vida. A obesidade tem causa multifatorial.
No tratamento e prevenção da obesidade, é necessário equilibrar a ingestão de nutrientes, investir na variedade de alimentos (frutas, vegetais, grãos, cereais integrais), diminuir a ingestão de sal e açúcar, cuidar da qualidade e da quantidade da gordura ingerida.
Quando o objetivo é emagrecer a atenção deve estar voltada também para o Balanço Energético: calorias ingeridas e calorias gastas. Se a ingestão de calorias for maior do que o gasto energético, o resultado certamente é o aumento "silencioso" do peso corporal.
Cada indivíduo é único e sua alimentação deve ser tão individual quanto suas particularidades físicas, clínicas, fisiológicas, hereditárias, psicológicas e sociais.
Fonte: copacabanarunners
segunda-feira, junho 05, 2006

Dieta das calorias negativas

Na dieta das calorias negativas, em suas várias versões, a pessoa ingere alimentos que são nutritivos mas dos quais alega ter efeito de calorias negativas. O efeito de calorias negativas seria quando o alimento prove menos calorias que as gastas para sua digestão. Não há evidência científica que exista algum alimento realmente de calorias negativas.
Os alimentos de calorias negativas permitidos na dieta são principalmente frutas e vegetais, como por exemplo:
. Maçã
. Aspargo
. Beterraba
. Brocolis
. Repolho verde
. Cantalupo
. Cenoura
. Couve-flor
. Aipo

É difícil obter nutrientes balanceados nessa dieta. Desta forma, esse alimentos são mais eficientes como substitutos de lanches calóricos do que como um programa para emagrecimento.
Fonte: copacabanarunners
quinta-feira, junho 01, 2006

Dieta dos Pontos da USP

Uma nova dieta para o controle de colesterol prova ser mais eficiente e menos sofrida para o paciente. O regime é uma adaptação da Dieta dos Pontos para emagrecimento e foi desenvolvida no Departamento de Nutrição de Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. A pesquisa, realizada por Edeli Simione de Abreu e Márcia de Araújo Leite Nacif, foi transformada no livro Sistema de Pontos para controle de colesterol e gordura no sangue.
A dieta é resultado das defesas de mestrado e doutorado das duas pesquisadoras e segue as recomendações da Associação Americana do Coração (AHA). Edeli, em sua tese de doutorado, criou a fórmula e testou a eficácia do procedimento com 62 pessoas. "O tratamento é muito melhor, pois as pessoas não desistem de segui-lo", explica Márcia. A orientação do trabalho foi realizada pela professora Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva Torres, co-autora do livro.
Os alimentos foram classificados de acordo com a quantidade de colesterol e gordura saturada que contêm. Dependendo da concentração desses elementos, recebem um número de pontos. O paciente tem que cuidar apenas para não extrapolar a pontuação.
O novo sistema permite que o paciente coma todos os tipos de alimento tornando a dieta menos sofrível. Segundo Márcia, as dietas recomendadas hoje em dia são proibitivas, sendo difícil segui-las por muito tempo. "Tudo entra na lista de alimentos proibidos: sanduíche, fritura, ovo, linguiça. Quem aguenta?", brinca.
A dissertação de Márcia procurou verificar o grau de entendimento da dieta por pessoas leigas. "A idéia é que a pessoa possa seguir sua alimentação sem a necessidade de acompanhamento de um profissional". A pesquisa foi realizada em um grupo de 153 pessoas e comprovou a simplicidade da dieta. "Muitas pessoas não têm um acompanhamento adequado da alimentação", explica a pesquisadora. "O livro ajuda os leitores a reeducarem seus hábitos alimentares", explica a pesquisadora.
A dieta é recomendada para pacientes que ainda não precisam tomar medicamentos para controlar o colesterol. As pesquisadoras irão testar a eficácia do sistema de pontos quando usado em conjunto com remédios.
Fonte: Yara Camargo, Agência UPS, 13/01/2005.


Lista de Dietas

  Tenha um Personal Trainer
  Perder peso de forma segura
  Dia dos Namorados
  Produto natural para emagrecimento
  Perca 12Kg antes do Carnaval
  Dieta da Primavera
  Manual das Dietas
  Dia dos Namorados - São Valentim
  Dieta dos Pontos
  Dieta da Lua
  Dezembro 2005
  Abril 2006
  Maio 2006
  Junho 2006
  Julho 2006
  Fevereiro 2007
  Março 2007
  Maio 2007
  Janeiro 2008
  Fevereiro 2008
  Janeiro 2009
  Abril 2009

Parceiros
Receitas Culinárias
Cozinha Facil
Letras de Musicas
Dietas Rápidas
Morangos Com Açúcar
Floribella
Isaac Alfaiate
Receitas de Culinaria
Perder Peso
Blog de Humor
Tuning
Dia da Mãe
Mafalda Matos
Clube Morangos
Doce Fugitiva
Blog Bruno Nogueira
Emprego
Telemóveis
Cursos On-line
MSN Grátis
José Mourinho
Frases de Amor
Perder Peso
Mensagens De Natal
Gato Fedorento
Dietas
Bebidas
EuroMilhoes
Massagens

Zé Gomes
Troca de Links

Natal
Mensagens De Natal
Imagens de Natal
Musicas de Natal
Toques de Natal
Jogos de Natal
Receitas de Natal
Blog do Natal

Futebol
José Mourinho
Cristiano Ronaldo
Futebol Clube do Porto
Sporting Clube de Portugal
Sport Lisboa e Benfica




Webtuga TopSites

Top Link

Powered by Blogger

 

009 Extra 728x90

Programas de TV, Telenovelas e Actores:
Morangos Com Açúcar | Mafalda Matos | Doce Fugitiva | Isaac Alfaiate | Gato Fedorento | Floribella | Clube Morangos
 Blog do Bruno Nogueira


Entretenimento e Lazer:
Receitas Culinárias |
Esquillo Seo Contest | EuroMilhoes | MSN Grátis | Frases De Amor | Bebidas | Dietas | Emprego | Telemóveis | Cursos On-line | Google | Letras de Musicas | MSN | Nokia Portugal

Natal:
Mensagens de Natal | Imagens De Natal | Blog do Natal | Musicas de Natal | Jogos de Natal | Toques de Natal | Receitas de Natal

Futebol:
Jose Mourinho |
Cristiano Ronaldo | Futebol Clube do Porto | Sporting Clube de Portugal | Sport Lisboa e Benfica
 

DietasRápidas © 2006 - 2007 Webmaster

<BODY><BODY>